CONCEITO SOBRE: EVANGELISMO





EVANGELISMO

O mensageiro era “EVANGUÉLOS”, que queria dizer: “O MENSAGEIRO SAGRADO”

EVANGELIZAR É A MISSÃO SUPREMA QUE CRISTO CONFIOU À IGREJA


A -         Evangelização é a ação de evangelizar, que consiste em levar os perdidos a Jesus, para serem salvos por ELE.

·                É falar da Salvação em Cristo.
·                É publicar a Salvação.
·                É proclamar o louvor do Senhor.
·                É empenhar-se apaixonadamente na propagação do Evangelho.

Veja = Lc 4.18; At 8.25, 40; Ef 2.17; I Pe 1.25


EVANGELISMO – A PARTÍCULA “ISMO” DENOTA SISTEMA


A-    Se queremos pregar o Evangelho temos que nos preparar: I Tm 2.15.


·         Evangelismo – Envolve princípios bíblicos, métodos bíblicos, estratégias e técnicas empregadas na ação de evangelizar.
B-     EVANGELIZAR – É apresentar Cristo no poder do seu Espírito Santo, para que homens possam colocar-se debaixo de Sua autoridade e confiar em Deus através dEle, aceitá-lO como Salvador e serví-lO como Rei no seio de Sua Santa Igreja.
·         EVANGELISMO – É a arte de fazer discípulos ... Mt 28.19, 20
·         EVANGELISMO – ‘’E o sistema baseado em princípios, métodos, técnicas e estratégias tirados do Novo Testamento, pelos quais se comunica o Evangelho de Cristo a todo pecador, sob a liderança e no poder do Espírito Santo, visando persuadi-lo a aceitar a Cristo como seu Salvador pessoal, de acordo com o comissionamento de Jesus dado a todos os seus discípulos, levando, ao final, os que crerem, a se integrarem à igreja pelo batismo, preparando-os para a volta de Cristo.

C-    DEFININDO ËVANGELISMO”, ESCREVEU WILLIAN HALL
·         “É o soluço de Deus”.
·         “É o brado angustiado de Jesus que chora sobre uma cidade condenada”.
·         “É o brado de Paulo: Eu  desejaria ser anátema, separado de Cristo, por amor de meus irmãos, meus patriotas segundo a carne”.
·         “É a súplica de Moisés: O povo cometeu grande pecado... agora, pois, perdoa-lhe o pecado; ou, se não, risca-me, peço-te, do livro que escreveste”.
·         “É o brado de John Knox: Dá-me a Escócia ou morrerei”.
·         “É o brado de John Wesley: O mundo é a minha paróquia”.
·         “É o soluço, altas horas da noite, da mãe, do pai, pelo filho perdido”.
·         “’E o segredo de uma grande igreja”.
·         “É o segredo do grande pregador – do grande cristão”.

D-   D.T. NILES FORMULOU AS SEGUINTES DEFINIÇÕES

·         “Evangelismo é a missão suprema da Igreja”.
·         “Evangelismo é fazer a Palavra de Deus chegar ao conhecimento do povo”.
·         “Evangelismo é a Igreja que vai”.
·         “Evangelismo é a Igreja que ataca”.
·         EVANGELIZAR É UM MENDIGO DIZER A OUTRO MENDIGO ONDE PODE CONSEGUIR ALIMENTO.
·         O episódio dos leprosos (4) na porta de Samaria, que entraram no arraial dos siros, encontrando grande fartura, numa época de fome na cidade, é realmente uma ilustração viva do que é evangelizar ....................................... II Reis 7.9.

1.      DEFINIÇÃO DE EVANGELISMO PESSOAL

Evangelismo Pessoal é a obra de fatos de Cristo aos perdidos individualmente; é levá-los a Cristo, o Salvador. ( Jo 1.41, 42; At 08.35 ) At 15.35.

2.      INTRODUÇÃO DO EVANGELISMO PESSOAL

A Importância vê-se no fato de que a evangelização dos pecadores foi o último assunto de Jesus aos seus discípulos antes de ascender ao céu. Nessa ocasião Ele ordenou à igreja a evangelização do mundo. (Mc 16.15, Rm 10.14,15, 19; At 1.8,9). Megadumes - quer dizer grande poder, terrível poder.

3.      O ALVO DO EVANGELISMO PESSOAL

O alvo é tríplice: salvar os perdidos, restaurar os desviados e edificar os crentes. O irmão já experimentou o gozo que há em ganhar uma alma para Jesus? É uma benção e uma experiência inesquecível ... Há um gozo inexplicável  em vermos alguém no caminho para o céu, eu já na glória, por nosso intermédio... Ganhar almas foi a suprema tarefa do Senhor Jesus aqui na terra. (Lc 19.10; I Tm 1.15 ). Paulo, o grande homem de Deus no Novo Testamento tinha o mesmo alvo e visão ( I Co 9.20 ). Uma grande parte dos crentes pensa que a obra de ganhar almas para Jesus está ***** exclusivamente aos pregadores, pastores e obreiros em geral. Costuma-se em comodamente sentados, os sermões culto após culto, enquanto os campos estão brancos para ceifa, como disse o Senhor da seara em João 4.35. O “Ide” de Jesus para IRMOS aos perdidos ( Mc 16.15 ), não é dirigido a um grupo especial de salvos, mas a todos indistintamente, como bem revela o texto citado. Portanto a evangelização dos pecadores pertence a todos os salvos  indistintamente. Cada crente pode e deve ser um ganhador de almas. Nada pode o impedir de ganhar almas para Jesus, se propuseres isto agora em teu coração.
O Evangelismo Pessoal, como já vimos acima, vai além do pecador perdido; ele alcança também o desviado e o crente necessitado de conforto, direção, ânimo, auxílio e vitória. Ele reaviva a fé e a esperança nas promessas das Santas Escrituras.

4.      VANTAGENS DO EVANGELISMO PESSOAL

Aqui estão algumas:
(1)          Adapte-se às condições espirituais de qualquer pessoa. O que o sermão não consegue fazer no auditório, na evangelização coletiva, o evangelismo pessoal faz. Na evangelização em massa, a pregação não satisfaz a todos porque cada pecador tem problemas espirituais diferentes. No Evangelismo Pessoal, a mensagem é direta, incisiva. Muitas vezes, a pregação apenas inicia a evangelização que será completada com o contato pessoal do ganhador de almas.
(2)  Promove o crescimento da igreja.  A Igreja nos dias primitivos cresceu tão depressa porque os crentes  cheios do Espírito Santo evangelizavam sem parar ( At 5.42; 8.4). O resultado foi o maravilhoso crescimento, conforme registra o livro de Atos dos Apóstolos. Hoje também, a igreja que tiver um número regular de ganhadores de almas, seu crescimento será notório. A semeadura da palavra de Deus promove o crescimento e edificação da igreja, cf. At 2.41,47;  4.4;  5.14;  9.31. A maior e melhor maneira de ajudar o pastor no crescimento do rebanho de Deus, é ganhar almas individualmente. O irmão tem feito assim? Está fazendo assim? Se hoje, na igreja, cada um ganhasse outro qual seria o resultado?

Obs.: Elementos fundamentais da Pregação:

N – Novidade
N – Necessidade

(3)          Vence a todos os preconceitos. Há casos e ocasiões que somente o evangelismo pessoal alcança o pecador. Há pessoas que jamais assistiram reuniões evangelísticas em templos ou seja onde for, devido preconceitos, falsas concepções, ignorância, ordens recebidas, imposições religiosas, falsas informações, falsas idéias, etc. E aí o Evangelismo Pessoal presta seu serviço de modo ímpar. Há inúmeras grandes por toda parte que começarem através do Evangelismo Pessoal. A origem foi uma alma ganha, cultos em sua casa e em seguida uma congregação formada. O pioneirismo missionário na América Latina e o estabelecimento da obra das Sociedades Bíblicas também foi assim – através do evangelismo pessoal.

5.      O MANUAL DO OBREIRO NO EVANGELISMO PESSOAL

É a Bíblia, é evidente. Ela é a Palavra de Deus, e, dEle temos a extraordinária promessa: “Porque assim será a palavra que sair da minha boca: ela não voltará vazia, antes fará o que me apraz, e prosperará naquilo para que a enviei.” ( Is 55.11 ). Vide também Tg 1.21b; Sl 126.5, 6; Rm 1.10.
Sabemos nós que a Bíblia é o manual do Evangelismo Pessoal, é evidente que para termos o êxito nesta obra, duas coisas precisamos considerar por enquanto:
(1)   Na obra de ganhar almas emprega-se a Palavra de Deus (Rm 10.17; IPe 1.23; Jo 3.5 ).
(2)          Para empregar a Palavra de Deus é preciso empregá-la devidamente II Tm 2.15. A expressão maneja bem neste v., significa que de fato dissecar, dividir ou  cortar  CORRETAMENTE, como por exemplo, no preparo das vítimas para os diversos sacrifícios. Refere-se principalmente à correta aplicação do texto e mensagem de toda Bíblia.

É fato reconhecido que é muito mais fácil falar a Palavra de Deus a uma multidão do que a uma só pessoa. Quem fala a um auditório não é interrompido para perguntas, a partes, argumentação etc; já quem fala a uma só pessoa poderá vir a enfrentar tudo isso. Há pecadores que aceitam a mensagem da salvação sem objeções e argumentações, mas outros apresentam excusas tais que se o crente não conhecer devidamente as Escrituras ficará em situação vexatória. É verdade que p espírito Santo guia e inspira na obra de ganhar almas, mas, no tocante às Escrituras, Ele só pode lembrar-nos daquilo que conhecemos antes ( Jo 14.26 ). Como poderia o Espírito Santo lembrar-me daquilo que não sei? Que não ouvi? Que não li? Que não aprendi? Por sua vez, o pregador ou ganhador de almas não é adivinhador de versículos... Muitos, a essa altura, firmam-se em Mt 10.19, 20 para declararem que na hora precisa o Espírito Santo dará tudo; mas é bastante ver o contexto da referida passagem (v. 18), para ver à que ocasião Jesus está se referindo. Leia também quanto a isto I Pe 3.15; Pv 9.9; I Tm 4.13; II Tm 4.13. A Bíblia é a “espada do Senhor”, mas também de “Gideão” ( Jz 7.20 ). Isto é, ela é a arma que o Espírito Santo usa, mas o elemento que a conduz é o crente. Portanto é imperioso que o crente aprenda manejar bem o Livro de Deus. Há crentes que até evitam falar de Jesus, sabendo do seu pouco ou nenhum conhecimento das Escrituras.

No Evangelismo Pessoal, a doutrina principal é a salvação da alma. É preciso que o crente conheça cem os textos para apresentá-los à medida que a necessidade for exigindo. Não é um texto qualquer que vamos citar, mas aquele apropriado para o momento, pois a Bíblia tem uma mensagem adequada para cada caso, cada coração, cada circunstância. Não é abrir a Bíblia em qualquer lugar e dizer “vou ler esta passagem que o Senhor me deu” quando, geralmente o Senhor não deu coisa nenhuma... O que é preciso é conhecer a Bíblia e depender do Espírito Santo. Assim sendo, Deus abre a porta, guia e dá mensagem adequada e ungida pelo seu Espírito.
É oportuno lembrar aqui que o Espírito Santo e a Palavra de Deus jamais se contradizem. Quem se julga espiritual deve conhecer e amar a Bíblia, e quem seguir a Bíblia deve andar segundo o Espírito. A razão porque muitos crentes chamado espirituais são cheios de meninices, escandalosos e extremistas é porque não estudam a Palavra, conduz ao fanatismo; conhecer a Palavra e não ter o Espírito, conduz ao fanatismo. Se você deseja que o Espírito Santo lhe use, inclusive na obra de ganhar almas, procure Ter o instrumento que Ela emprega - a Palavra de Deus ( Ef 6.17 ).

O maior incentivo à santidade não é preceitos, mas sim exemplos, especialmente o exemplo daquele com o qual nos associamos intimamente.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Temas para Missões

Frases marcantes de: Oswald Smith

Esboço de Sermão: Josué - Vencendo os Desafios da Vida