Alguns Teólogos:



O Reformador Inglês e Tradutor da Bíblia 
Com este desejo em seu coração, Tyndale partiu para Londres em 1523, buscando um lugar que pudesse dar início ao seu projeto. Não sendo recebido pelo bispo de Londres, Humphrey Munmouth, um comerciante de tecido, lhe deu todo apoio necessário. Em 1524, Tyndale foi obrigado a deixar a Inglaterra e partir para Alemanha, para dar continuidade ao seu trabalho, em vista das grandes perseguições por parte da Igreja Católica. A proibição da leitura da Bíblia agravou-se de tal maneira, que até mesmo se uma criança recitasse a oração do “Pai Nosso” em inglês, toda sua família era condenada a ser queimada na estaca. Na Alemanha, ele se estabeleceu na cidade de Hamburgo, e provávelmente conheceu a Martinho Lutero, pois eram contemporâneos. Ambos traduziram o Novo Testamento baseado no Manuscrito Grego compilado por Erasmo em 1516. William Tyndale concluiu a tradução do Novo Testamento em 1525. Quinze mil cópias em seis edições foram impressas pela proteção de Thomas Cromwell, um vice-regente do rei Henrique VIII, e contra-bandiadas através de comerciantes para a Inglaterra, entre os anos de 1525 a 1530.




Em 1533, Cranmer foi escolhido para ser arcebispo de Canterbury e forçada (por um tempo) para esconder seu estado de casado. Uma vez que sua nomeação foi aprovada pelo papa, Cranmer declarou o casamento de Henrique com Catarina vazio, e quatro meses depois se casou com ele para Ana Bolena. Com Thomas Cromwell, apoiou a tradução da Bíblia para o Inglês. Em 1545, ele escreveu uma ladainha que ainda é usado na igreja. Sob o reinado de Edward VI, Cranmer foi autorizado a fazer as mudanças doutrinais que achava necessário para a igreja. Em 1549, ele ajudou a completar o livro de oração comum.



John Foxe (1517 - 18 de abril de 1587) foi um puritano protestante, Martirológio Inglês, o autor do que é popularmente conhecido como O Livro dos Mártires, que narra a história de sofrimento e perseguição dos principais mártires cristãos, começando por Jesus Cristo e até o final do reinado de Maria I ("chamada pelos protestantes de Maria Sanguinária, devido às perseguições que sofreram durante o reinado dela"). Narra as histórias de reformadores e mártires famosos, como Policarpo, John Wycliffe, John Huss, Lutero, Hugh Latimer, Thomas Cranmer e muitos outros que sofreram perseguição e martírio pelos pagãos e pela Inquisição. O livro foi também ilustrado com gravuras. Amplamente propriedade e lido por puritanos Inglês, o livro ajudou a moldar a opinião pública britânica sobre a Igreja católica para vários séculos.


John Huss (Jan Hus) nasceu na Boêmia (hoje parte da República Tcheca) em cerca de 1371. Ele recebeu o grau de mestre da Universidade Charles, em Praga, em 1396, tornou-se professor de teologia em 1398, foi ordenado sacerdote em 1400, foi feito reitor da Universidade em 1402, e em 1404 recebeu o grau de bacharel em teologia (presumivelmente um grau mais avançado do que o termo sugere hoje).




Dietrich Bonhoeffer foi um teólogo, mártir, um escritor espiritual, um músico, um pastor, e um dos autores da poesia e da ficção. A integridade da sua fé e da vida cristã, e o apelo internacional de seus escritos, têm recebido amplo reconhecimento e admiração, todos o que levou a um consenso de que ele é um dos teólogos de seu tempo, cuja teológica reflexões pode levar as futuras gerações de os cristãos para a criação de um novo milênio mais espiritual e responsável. Dietrich Bonhoeffer foi um teólogo alemão famoso por sua posição contra Adolf Hitler e do partido nazista. Suas crenças e convicções finalmente lhe custou a vida em um campo de concentração nazista. Dietrich Bonhoeffer foi um dos teólogos mais famosos e mártires do século 20.


Finalizando com as  Frases de Spurgeon: 

"Nada deveria ser o alvo do pregador a não ser a glória de Deus através da pregação do evangelho da salvação".
"Vocês e eu, somos constrangidos a pregar o evangelho, mesmo que nenhuma alma jamais seja convertida por ele; pois o grande propósito do evangelho é a glória de Deus, visto que Deus é glorificado mesmo naqueles que rejeitam o evangelho".
"Preguem o evangelho tendo em vista unicamente a glória de Deus, ou então, segurem suas línguas."
"A Bíblia fala no tom de voz do próprio Deus".C.H. Spurgeon




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Temas para Missões

Frases marcantes de: Oswald Smith

Esboço de Sermão: Josué - Vencendo os Desafios da Vida