SUBSÍDIO TEOLÓGICO DE EBD - NEEMIAS

Subsídio Teológico Geral

NEEMIAS

CONTEÚDO DO LIVRO

O livro de Neemias (Ne) contém as memórias de Neemias acerca da missão que lhe fora oficialmente encomendada pelo rei persa Artaxerxes I: viajar a Jerusalém (caps. 1—2) e encarregar-se da restauração das muralhas da cidade (caps. 3—7). As tarefas de Neemias se desenvolvem de acordo com um grande projeto de reconstrução da cidade e de reforma religiosa e moral do povo, cuja fé e costumes haviam estado expostos, durante os longos anos do exílio, a influências externas que muitas vezes haviam desviado o povo da reta obediência à Lei de Deus. Por isso, Neemias recolhe também no seu escrito a memória da leitura pública da Lei, realizada pela sacerdote e escriba Esdras, que produz a solene renovação da aliança subscrita pelos representantes do povo (caps. 8—10). Nos seus últimos caps. (caps. 11—13), o livro inclui uma informação detalhada sobre o pessoal do Templo, a consagração dos muros e algumas reformas levadas a cabo pelo próprio Neemias. Visto que Neemias está relacionado com o livro de Esdras, ver também a Introdução a Esdras.

Considerações Preliminares
O livro de Neemias encerra a história do AT, ocasião em que os expatriados judeus foram autorizados a retornarem a seu país, estando cativos na Babilônia. Juntamente com o livro de Esdras (com o qual forma um só livro no AT hebraico; ver a introdução ao livro de Esdras), Neemias relata os três retornos dos exilados a Jerusalém. Esdras trata de fatos dos dois primeiros retornos (538 a.C.; 457 a.C.), e Neemias, de fatos ligados ao terceiro (444 a.C.). Enquanto o enfoque de Esdras recai na reconstrução do templo, o de Neemias recai na reconstrução dos muros de Jerusalém. Os dois livros frisam a importância da renovação espiritual e da consagração a Deus e à sua Palavra.
Neemias, um contemporâneo de Esdras, servia na corte de Artaxerxes I (rei da Pérsia), como copeiro, quando soube que os exilados que já se encontravam em Judá, estavam sob opróbrio e os muros de Jerusalém continuavam em ruínas. Depois de orar em favor da triste condição de Jerusalém, Neemias recebeu uma munificente autorização do rei Artaxerxes para viajar a Jerusalém como governador, e reedificar os muros da cidade. Como líder dinâmico ele motivou seus compatriotas a reedificar todo o muro em apenas cinqüenta e dois dias, apesar da ferrenha oposição. Serviu como governador por doze anos.
Depois de um breve retorno à Pérsia, exerceu um segundo mandato de governador de Judá (cf. 2.1; 13.6,7a). Esdras, o sacerdote, auxiliou Neemias na promoção do avivamento e renovação espiritual do remanescente que voltara. É possível que Neemias tenha ajudado Esdras a escrever esse livro. A historicidade do livro de Neemias é confirmada por documentos antigos descobertos em 1903, chamados Papiros de Elefantina, que mencionavam Sambalate (2.19), Joanã (12.23), e a substituição de Neemias como governador em cerca de 410 a.C.

Propósito
Este livro foi escrito (1) como o epílogo da história pós-exílica de Judá, iniciada no livro de Esdras, e (2) para demonstrar o que Deus fez em favor do remanescente judeu através da liderança piedosa de Neemias e Esdras durante a terceira etapa da restauração pós-exílica.

Visão Panorâmica
Os caps. 1—7 narram o desempenho de Neemias como governador e como responsável pela reedificação dos muros de Jerusalém. O cap. 1 revela a profunda espiritualidade de Neemias como homem de oração. Estando a serviço do rei da Pérsia, foi informado da triste situação de Jerusalém e começou zelosamente a interceder em oração, pedindo que Deus interviesse em favor da cidade e dos seus habitantes. O cap. 2 descreve como Deus usou Artaxerxes para nomear Neemias como governador de Jerusalém, e como este chegou ali. Os caps. 3.1—7.1 revelam a liderança corajosa, sábia e decisiva de Neemias ao mobilizar Jerusalém para reconstruir seus muros, e isto em apenas cinquenta e dois dias, a despeito de forte oposição dentro e fora da cidade. A segunda metade do livro descreve (1) a restauração espiritual que teve lugar entre os habitantes de Jerusalém, liderada por Esdras, o sacerdote (8 —10), e (2) certos problemas nacionais abordados por Neemias (11—13). De muita importância para a renovação espiritual do povo, foram a leitura pública da Lei de Deus, o arrependimento do pecado e uma nova resolução do remanescente no sentido de ter em memória o seu concerto com Deus e de cumpri-lo. O último capítulo trata de reformas que Neemias iniciou durante seu segundo período de governo (cap. 13).

Características Especiais
Cinco características principais destacam-se no livro de Neemias. (1) Registra os últimos eventos da história judaica do AT, antes do período intertestamentário. (2) Fornece o contexto histórico de Malaquias, o último livro do AT, posto que Neemias e Malaquias foram contemporâneos. (3) Neemias é um excelente modelo bíblico de um líder crente no governo: um homem de sabedoria, convicção, coragem, integridade a toda prova, fé firme, compaixão pelos oprimidos, e possuidor de ricos dons de liderança e organização. Durante todos os seus anos como governador, Neemias foi um homem justo, humilde, isento de cobiça, abnegado e que não se corrompeu pela sua posição ou poder. (4) Neemias é um dos exemplos mais notáveis do AT de um líder que ora (cf. também Daniel). Umas onze vezes, o registro descreve Neemias dirigindo-se a Deus em oração ou intercessão (e.g., 1.4-11; 2.4; 4.4, 9; 5.19; 6.9, 14; 13.14, 22, 29, 31). Foi um homem que executou tarefas que pareciam impossíveis, por causa da sua total dependência de Deus. (5) O livro ilustra de modo claro o fato de que a oração, o sacrifício, o trabalho árduo e a tenacidade operam em conjunto na realização de uma visão dada por Deus.

O Livro de Esdras Ante o NT
Este livro registra o cumprimento de todos os passos básicos da restauração do judaísmo pós-exílico, passos estes necessários à vinda de Cristo no início da era do NT. Teve lugar a reconstrução de Jerusalém e do templo, a restauração da lei, a renovação do concerto e a devida preservação da linhagem davídica. Exteriormente, tudo estava em condição para a vinda do Messias (cf. Dn 9.25). O período retratado em Neemias termina com a esperança profética de que o Senhor em breve viria ao seu templo (Ml 3.1). O NT começa com o cumprimento dessa expectativa e esperança pós-exílica.

Sobre Neemias
Nome: Neemias (cujo significado é "Javé consola, conforta");
Nome do pai: Hacalias (Ne 1.1);
Data do nascimento: por volta de 480 a.C.
Local de nascimento: Susa (antiga capital de Elam), Pérsia;
Nacionalidade: israelita, nascido na Pérsia;
Ocupação: copeiro de rei (maxeqeh, um cargo de confiança do rei (Ne 1.11; Gn 40.21).

De tudo que Neemias fez, alguns ficaram marcados na memória do povo bíblico como um testemunho da Boa Nova para a eternidade:

1. A reconstrução do muro de Jerusalém foi importante. Além de ser o responsável pelo estabelecimento da infraestrutura da cidade, Neemias também deu início ao processo de resgate da identidade do povo bíblico.
2. Neemias mostrou, na prática, como se enfrenta o desafio da reconstrução moral, social, econômica, política e religiosa de um povo angustiado, dividido e oprimido. Apesar da situação econômica da província de Judá ser caótica, ele não deixou de pagar o tributo devido à Pérsia.
3. Neemias valorizou sobremaneira os pobres e criticou a aristocracia da época. Ele ouviu e favoreceu as mulheres que acusaram os donos de propriedade, conforme Ne Neemias 5.1-13. O apoio popular às suas medidas reflete a preservação de sua memória que foi transmitida e, posteriormente, transformada em um livro. É, também, certo que Neemias teve muito apoio de grupos da classe rica de Judá, bem como do governo Persa.

4. A atuação de Neemias pode ser resumida em quatro pontos:
(a) a importância do Templo (Ne 13.4-14);
(b) a importância da Tora - o ensino contendo a disciplina divina (Ne 13.17-19);
(c) a importância da ética (Ne 5.1-13);
(d) a importância da identidade de povo chamado por Deus para uma missão (Ne 13.23-27).

Momento decisivo na vida de Neemias
1. Ao receber notícias de Jerusalém:
Em dezembro de 446 a.C., quando recebeu notícias de Jerusalém (Ne 1.2-4);
2. Conteúdo da notícia.:
"Os que não foram exilados... estão em grande miséria e humilhação; os muros de Jerusalém estão derribados, e as suas portas queimadas a fogo" (Ne 1.3).
3. Reação de Neemias:
Ao ouvir essa notícia, Neemias sentou, chorou, ficou de luto vários dias, jejuou e orou a Deus (Ne 1.4).
4. Atitude de Neemias:
Em março/abril de 445 a.C., diante do rei Artaxerxes,
Neemias se declara profundamente triste com a situação em Jerusalém (Ne 2.1-3).
Neemias solicita ao rei enviar-lhe a Jerusalém, em missão (Ne 2.4-5).
5. Resposta do rei Artaxerxes:
O rei questiona sobre o período da ausência de Neemias;
o rei permitiu a viagem de Neemias com todo apoio logístico (Ne 2.6-8).

Com o apoio do rei, Neemias empreendeu duas viagens, em missão a Jerusalém.
Primeira viagem, em 445 a.C.
Segunda viagem, em 432 a.C.


Esboço do Livro:
I. Reconstrução dos Muros de Jerusalém, Dirigida por Neemias (1.1—7.73)
A. Intercessão de Neemias por Jerusalém (1.1—2.8)
1. A Causa da Sua Intercessão (1.1-4)
2. O Conteúdo da Sua Intercessão Diante de Deus (1.5-11)
3. O Resultado da Sua Intercessão Diante do Rei Artaxerxes (2.1-8)
B. A Viagem de Neemias a Jerusalém Como Governador (2.9-20)
C. Neemias Dirige a Reconstrução dos Muros (3.1—7.4)
1. Os Construtores (3.1-32)
2. A Oposição (4.1—6.14)
a. Escárnio (4.1-6)
b. Conspiração (4.7-23)
c. Extorsão (5.1-19)
d. Conivência (6.1-4)
e. Difamação (6.5-9)
f. Traição (6.10-14)
3. A Conclusão da Obra (6.15—7.4)
D. O Registro do Remanescente (7.5-73)
II. Avivamento em Jerusalém Liderado por Esdras (8.1—10.39)
A. Leitura Pública da Palavra de Deus e Celebração da Festa dos Tabernáculos (8.1-18)
B. Jejum e Reconhecimento dos Pecados Cometidos e Sua Confissão Pública (9.1-37)
C. Um Concerto de Obediência (9.38—10.39)
III. Neemias Promove a Reforma da Nação (11.1—13.31)
A. Distribuição Habitacional do Remanescente (11.1—12.26)
B. Dedicação dos Muros (12.27-47)
C. Reformas no Segundo Mandato de Neemias (13.1-31)

Autor: Esdras e Neemias (?)
Tema: Reedificação dos Muros de Jerusalém
Data: Cerca de 430 — 420 a.C.

Elaborado por: Cleber Renato da Silva
Fonte: Artigo da Universidade Metodista de São Paulo e Bíblia de Estudo Pentecostal CPAD



Nota em Inglês:


NEEMIAS 
CONTENT OF THE BOOK 
 
The book of Neemias (Ne) it contains the memoirs of Neemias concerning the mission that had been ordered him/her officially by the Persian king Artaxerxes I: to travel to Jerusalem (caps. 1-2) and to take charge of the restoration of the walls of the city (caps. 3-7). The tasks of Neemias grow in agreement with a great project of reconstruction of the city and of religious and moral reform of the people, whose faith and habits had been exposed, during the long years of the exile, to external influences that a lot of times had diverted the people of the straight line obedience to the Law of God. Therefore, Neemias also picks up in your writing the memory of the public reading of the Law, accomplished by the priest and writer Esdras, that produces the solemn renewal of the subscript alliance for the representatives of the people (caps. 8-10). in your last caps. (caps. 11-13), the book includes a detailed information on the personnel of the Temple, the consecration of the walls and some mischievous reforms to cable for own Neemias. Because Neemias is related with the book of Esdras, to also see the Introduction Esdras. 
 
Preliminary considerations 
The book of Neemias contains the history of the ATTN, occasion in that expatriated them Jews they were authorized they come back her to your country, being captive in Babylon. Together with the book of Esdras (with which forms only one book in the ATTN Hebraic; to see the introduction to the book of Esdras), Neemias tells the three returns of the exiles to Jerusalem. Esdras treats of facts of the first two returns (538 B.C.; 457 B.C.), and Neemias, of linked facts to the third (444 B.C.). While the focus of Esdras relapses in the reconstruction of the temple, the one of Neemias relapses in the reconstruction of the walls of Jerusalem. The two books stress the importance of the spiritual renewal and of the consecration to God and your Word. 
Neemias, a contemporary of Esdras, served in Artaxerxes I cut (king of Pérsia), as butler, when he knew that the exiles that already met in Judá, were under ignominy and the walls of Jerusalem continued in ruins. After praying in favor of the sad condition of Jerusalem, Neemias received a munificent authorization of king Artaxerxes to travel to Jerusalem as governor, and re build the walls of the city. As dynamic leader he motivated your compatriots the whole re build r the wall in only fifty two days, in spite of the ironlike opposition. It served as governor for twelve years. 
After an abbreviation return to Pérsia, it exercised a second mandate of governor of Judá (cf. 2.1; 13.6,7a). Esdras, the priest, aided Neemias in the promotion of the livening and spiritual renewal of the remainder that had returned. It is possible that Neemias has helped Esdras to write that book. The historize of the book of Neemias is confirmed by discovered old documents in 1903, called Papyruses of Elephantine, that mentioned Sambalate (2.19), Joanã (12.23), and the substitution of Neemias as governor in about 410 B.C. 
 
Purpose 
This book was written (1) as the epilogue of the history powder- exile of Judá, initiate in the book of Esdras, and (2) to demonstrate what God did in favor of the Jewish remainder through the merciful leadership of Neemias and Esdras during the third stage of the restoration powder- exile. 
 
Panoramic vision 
The caps. 1-7 narrate the acting of Neemias as governor and as responsible for the re build of the walls of Jerusalem. The cap. 1 reveal the deep spirituality of Neemias as prayer man. Being to the king's of Pérsia service, it was informed of the sad situation of Jerusalem and it began zealously to intercede in prayer, asking that God intervened in favor of the city and of your inhabitants. The cap. 2 describe as God it used Artaxerxes to name Neemias as governor of Jerusalem, and as this it arrived there. The caps. 3.1-7.1 reveal the courageous leadership, wise person and decisive of Neemias when mobilizing Jerusalem to reconstruct your walls, and this in only fifty two days, in spite of strong opposition inside and out of the city. The second half of the book describes (1) the spiritual restoration that he/she had room among the inhabitants from Jerusalem, led by Esdras, the priest (8 -10), and (2) certain national problems approached by Neemias (11-13). Of a lot of importance for the spiritual renewal of the people, they were the public reading of the Law of God, the regret of the sin and a new resolution of the remainder in the sense of having in memory your concert with God and of accomplishing him/it. The last chapter treats of reforms that Neemias began during your second government period (cap. 13). 
 
Special characteristics 
Five main characteristics stand out in the book of Neemias. (1) it registers the last events of the Jewish history of the ATTN, before the period intestament. (2) it supplies the historical context of Malaquias, the last book of the ATTN, puts that Neemias and Malaquias were contemporary. (3) Neemias is an excellent biblical model of a believing leader in the government: a man of wisdom, conviction, courage, integrity to every proof, firm faith, compassion for the oppressed ones, and possessor of rich leadership talents and organization. During every year as governor, Neemias was a man fair, humble, exempt of greed, self-denying and that was not corrupted by your position or power. (4) Neemias is one of the examples more notables of the ATTN of a leader that for now (cf. also Daniel). Some eleven times, the registration describes Neemias going to God 
in prayer or intercession (e.g., 1.4-11; 2.4; 4.4, 9; 5.19; 6.9, 14; 13.14, 22, 29, 31). a man that executed tasks that seemed was impossible, because of your total dependence of God. (5) the book illustrates in a clear way the fact that the prayer, the sacrifice, the arduous work and the tenacity operate together in the accomplishment of a vision given by God. 
 
The Book of Esdras In the face of the NT 
This book registers the execution of all the basic steps of the restoration of the Judaism powder- exile, steps these necessary ones to Christ's coming in the beginning of the era of the NT. He/she had room the reconstruction of Jerusalem and of the temple, the restoration of the law, the renewal of the concert and the due preservation of the lineage davidic. Outwardly, everything was in condition for the Messiah coming (cf. Dn 9.25). THE period portrayed in Neemias it finishes with the prophetic hope that the Mister soon it would come to your temple (Ml 3.1). THE NT it begins with the execution of that expectation and hope powder-exílica. 
 
On Neemias 
Name: Neemias (whose meaning is " Javé it consoles, it comforts "); 
The father's name: Hacalias (Ne 1.1); 
He/she/you dates of the birth: about 480 B.C. 
Birthplace: Susa (old capital of Elam), Pérsia; 
Nationality: Israeli, born in Pérsia; 
Occupation: king's butler (maxeqeh, a position of trust of the king (Ne 1.11; Gn 40.21). 
 
Of everything that Neemias did, some were marked in the memory of the biblical people as a testimony of the Good New for the eternity: 
 
1. the reconstruction of the wall of Jerusalem was important. Besides being the responsible for the establishment of the infrastructure of the city, Neemias also led off the process of ransom of the identity of the biblical people. 
 
2. Neemias showed, in practice, as it is faced the challenge of the reconstruction moral, social, economical, politics and religious person of an afflicted people, divided and oppressed. In spite of the economical situation of the province of Judá to be chaotic, he didn't stop paying the tribute due to Pérsia. 
 
3. Neemias valued the poor excessively and it criticized the aristocracy of the time. He heard and it favored the women that accused the property owners, according to Ne Neemias 5.1-13. THE popular support to your measures the preservation of your memory that was transmitted contemplates and, later, transformed in a book. It is, also, certain that Neemias had a lot of support of groups of the rich class of Judá, as well as of the Persian government. 
 
4. the performance of Neemias can be summarized in four points:  
 
(the) the importance of the Temple (Ne 13.4-14);  
(b) the importance of Tora - the teaching containing the divine discipline (Ne 13.17-19); 
(c) the importance of the ethics (Ne 5.1-13); 
(d) the importance of the people identity called by God for a mission (Ne 13.23-27). 
 
Decisive moment in the life of Neemias 
1. when receiving news of Jerusalem: 
In December of 446 B.C., when it received news of Jerusalem (Ne 1.2-4); 
 
2. content of the news.: 
" The ones that were not exiled... they are in great poverty and humiliation; the walls of Jerusalem are knocked down, and your burned doors to fire " (Ne 1.3).  
 
3. reaction of Neemias: 
When hearing that news, Neemias he/she sat down, he/she cried, it was in mourning several days, it fasted and it prayed God (Ne 1.4). 
 
4. attitude of Neemias: 
In março/abril of 445 B.C., before king Artaxerxes, 
Neemias pronounces deeply sad with the situation in Jerusalem (Ne 2.1-3).  
Neemias requests the king to send to Jerusalem, in mission (Ne 2.4-5). 
 
5. king's Artaxerxes answer: 
The king questions on the period of the absence of Neemias; 
the king allowed the trip of Neemias with every support logístico (Ne 2.6-8). 
 
With the king's support, Neemias undertook two trips, in mission to Jerusalem. 
First trip, in 445 B.C. 
Second trip, in 432 B.C.  
 
 
Sketch of the Book: 
I. Reconstruction of the Walls of Jerusalem, Driven by Neemias (1.1-7.73) 
A. Intercession of Neemias for Jerusalem (1.1-2.8) 
1. the Cause of Your Intercession (1.1-4) 
2. the Content of Your Intercession before God (1.5-11) 
3. the Result of Your Intercession before King Artaxerxes (2.1-8) 
B. the Trip of Neemias to Jerusalem As Governor (2.9-20) 
C. Neemias Drives the Reconstruction of the Walls (3.1-7.4) 
1. the Builders (3.1-32) 
2. the Opposition (4.1-6.14) 
the. Gibe (4.1-6) 
b. Conspiracy (4.7-23) 
c. Extortion (5.1-19) 
d. Connivance (6.1-4) 
and. Defamation (6.5-9) 
f. Betrayal (6.10-14) 
3. the Conclusion of the Work (6.15-7.4) 
D. THE Registration of the Remainder (7.5-73) 
II. Livening in Jerusalem Led by Esdras (8.1-10.39) 
A. Public Reading of the Word of God and Celebration of the Party of the Tabernacles (8.1-18) 
B. Fast and Recognition of the Made Sins and Your Public Confession (9.1-37) 
C. A Concert of Obedience (9.38-10.39) 
III. Neemias Promotes the Reform of the Nation (11.1-13.31) 
A. Habitational Distribution of the Remainder (11.1-12.26) 
B. Dedication of the Walls (12.27-47) 
C. Reforms in the Second Mandate of Neemias (13.1-31) 
 
Author: Esdras and Neemias (?) 
Theme: Reconstruction of the Walls of Jerusalem 
Date: About 430 - 420 B.C. 
 
Elaborated for: Cleber Renato da Silva 
Source: Article of the Methodist University of São Paulo and Bible of Study Pentecostal CPAD  
http://cleberrenato.olhaki.net/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Temas para Missões

Frases marcantes de: Oswald Smith

Esboço de Sermão: Josué - Vencendo os Desafios da Vida