MANUAL DE DISCIPULADO: BATISMO E FÉ


BATISMO E FÉ

Lição 02

I - O BATISMO NAS ÁGUAS: O QUE É?

1 – A palavra “batismo” significa “afundar, submergir”, por isso deve ser feito por imersão, como Jesus e os apóstolos fizeram.
2 – O batismo é um mandamento de Jesus, que precisa ser obedecido por todos aqueles que desejam seguí-lo de verdade – não é uma escolha (Mt. 28:18-20, Mc. 16:15-16).
3 – O batismo é a nossa identificação pública com Jesus. Morremos para a velha vida assim como Jesus morreu na cruz e ressuscitou assim como Ele ressuscitou dentre os mortos (Cl. 2:12). “A prática diária dessa verdade é alcançada através do poder do Espírito Santo quando nos dispomos a dizer “não” às coisas erradas e dizer “sim” ao que aguarda a Deus (Rm. 6:11-14). Uma nova força do Senhor vem sobre nós após o Batismo, tentações e provações vem mas o Senhor nos fortalece pelo poder do Espírito Santo!

II – O QUE É A CEIA? (I Cor. 11:23-30)

É um culto de celebração da obra de Cristo na cruz, onde participamos do pão e do cálice (suco de uva ou vinho) em memória da nova aliança em Cristo Jesus.

Condições para participar da ceia:

“anunciais a morte do Senhor” (verso 24) – ter Jesus como Senhor e Salvador e reconhecer que nossa vitória é fruto do seu sacrifício por nó no calvário;
“examine-se... a si mesmo” (verso 28) – ter vida de santidade e comunhão com Deus;
“discernir o corpo” (verso 29) – ser batizado e Membro do Corpo de Cristo ou seja, estar consciente da seriedade do compromisso que voluntariamente fizemos.

III – O BATISMO

CONSEQÜÊNCIAS:

1 – Assumir um compromisso com Deus. Na cruz, Jesus fez um compromisso conosco. No batismo, selamos publicamente nosso compromisso com Ele. A partir daí dispomo-nos a amá-lo, servi-lo, obedecer a Ele, consagrarmo-nos a Ele em uma vida de santidade, fidelidade, sinceridade obediência total (Mc. 12:30)
2 – Assumimos um compromisso com a Igreja local, nossa comunidade, que é parte do Corpo de Cristo nesta cidade. Deus nos coloca nela e ali assumimos certas responsabilidades e compromissos, como por exemplo:

Submetermo-nos aos presbitérios (pastores) e irmãos que nos ajudam e nos cobrem no Senhor. A obediência traz a benção e a proteção de Deus sobre nossa vida ( Hb 13.17; Rm 13.1-2). Esta obediência deve ser espontânea, de coração, por amor e para o crescimento na vida cristã.
Envolvermo-nos nas reuniões e atividades da igreja, sermos ativos e disponíveis, para que possamos crescer espiritualmente. Cada um faz sua parte para o crescimento da igreja (Ef 4.16).
Relacionarmo-nos com os irmãos, procurar amar, perdoar, ser fiel e amigo, não criticar, não contender nem criar barreiras no coração, mas aceitar e respeitar cada irmão (Ef 4.1-13).
Ajudarmos financeiramente a igreja com nossos dízimos e ofertas. O dízimo é 10 % de nossa renda e é destinado ao sustento dos obreiros, manutenção da Igreja e auxílio aos necessitados (I Co 9.14; Ml 3.8-10). As ofertas são quantias extras dadas com liberalidade e com fé e são destinadas às necessidades naturais da Igreja. Devem ser espontâneas, mas ambas são obrigações nossas (Ag 1.3-10).
Cooperarmos com o trabalho da Igreja, sujeitando-nos aos princípios e sistema de trabalho da mesma, não contradizendo-os maldosamente (Fp 2.2,3).
A benção, a proteção e a vida de Deus vêm sobre nós através do nosso compromisso com o Senhor e com a Igreja (Sl 92. 12-15).

IV – O QUE É FÉ?

Segundo o dicionário significa “confiança na lealdade, no saber, na veracidade de alguém ou de alguma coisa.”
Segundo Donald Gee: “É a qualidade de fé, às vezes chamada por nossos teólogos antigos de fé miraculosa. Um pouco dessa fé divina, que é um atributo do Todo-Poderoso, posta na lama do homem, que milagre pode produzir”.
Conceito Bíblico: Hb 11.1 e 2. Estes textos nos fala da fé e dom da fé. A fé é a convicção ou certeza daquilo que se espera ou de fatos que não vemos. O dom da fé é a manifestação ampliada, sobrenatural da fé cotidiana.

V – A NOSSA FÉ PODE SER AUMENTADA

Se pode ser aumentada, significa também que pode ser diminuída (Lc 17.5). Como então podemos aumentar a nossa fé? A resposta é: buscando conhecer a Deus através de sua Palavra, através de uma vida de comunhão com Ele, mediante a oração, pedindo ao Senhor Jesus para aumentar a nossa fé. Na proporção que alguém se distância de Deus, tende enfraquecer na fé. Uma vez enfraquecido, não sentirá mais alegria nas reuniões da Igreja. O brilho da vida de Cristo vai-se apagando e a pessoa irá se tornando mais e mais apática na vida espiritual.

VI – COMO OBTEMOS A FÉ?

Em Rm 10.14-17 – obtemos a fé por ouvir a Palavra de Deus. Ouvindo a Palavra e fazendo uso da mesma em áreas e circunstância diferentes da vida diária, crescemos na fé. Daí a necessidade do cristão estar em plena comunhão com a Igreja, sendo participante ativo, não apenas mero ouvinte, mas atuante. Aquele que atua, pratica a Palavra, não ficando a nível de mero ouvinte, crescerá na fé.

VII – CARACTERÍSTICAS DA FÉ

Há muita empolgação em nome da fé, sem na verdade haver fé genuína. Isto produz mal testemunho, porque aquilo que não provém de fé é pecado (Rm 14.23).
O Cristão precisa ser cuidadoso em nome da fé, sem ter convicção é o mesmo que cair no perigo indicado em Lc 14.28-30. O texto fala de um homem insensato, imprudente, se tronou alvo de zombaria. Tudo indica que tal homem estava edificando algo em nome da fé, mas não a conhecia verdadeiramente.
Devemos ser cuidadosos na edificação de qualquer coisa na vida cristã, pois caso não lancemos a base correta para a edificação, podemos também vir a ser alvo de zombarias, sendo não só desestimulados, mas levados a “esfriar na fé”.
Vejamos algumas características da Fé:

A fé nos leva a praticar as obras: haja visto que a fé sem obras é inoperante (Tg 2.20). não praticamos obras para alcançar a salvação, mas as praticamos porque somos salvos e a fé nos impulsiona a realizá-las;
A fé nos leva a resistir aos dardos do diabo (I Pe 5.8 e 9);
A fé nos leva a vencer o mundo (I Jo 5.4): é a fé que nos leva à ler diariamente a Palavra, a ter uma vida de oração e jejum regulares, estabelecendo assim comunhão com o Senhor Jesus. Todo este processo contribui para aumentar a fé;
A fé firme, fundamentada, é a base da vida Cristã (I Co 16.13);
A fé nos justifica perante o Senhor (Rm 5.1): uma vez justificados, vivemos pela fé (Rm 1.17).
Sem fé não teríamos a mínima condição para caminhar neste mundo, triunfando sobre os nossos inimigos, pois o mundo jaz nas mãos do maligno (I Jo 5.19). sem a fé não seríamos mais que vencedores.
Todos os personagens citados abaixo exemplos de fé em sua geração. Considerando os seus testemunhos, aprendemos a confiar em Deus.

Vejamos:
1.      Calebe (Nm 13.30);
2.      Sadraque, Mesaque e Abde-Nego (Dn 3.17);
3.      Barnabé (At 11.24);
4.      Abraão (Hb 11.8-10).

Muitos cristãos tem procurado agradar a Deus com palavras, com obras, com votos e de várias formas diferentes. Mas a Bíblia diz que precisamos ter Fé, uma fé sincera, ainda que por vezes pequena.
A fé é o firme fundamento, não é qualquer fundamento, mas o fundamento que firma, que estabelece, o fundamento essencial.

Ø  Memorize: “Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado” (Mc 16.16). “Ora, sem fé é impossível agradar a Deus; porque é necessários que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe e que é galardoador dos que o buscam” (Hb 11.6)

Autor: Cleber Renato da Silva

Nota em Inglês:
BAPTISM AND FAITH 
  Lesson 02 
 
I - THE BAPTISM IN THE WATERS: WHAT IS? 
 
1 - the word " baptism " means " to sink, to submerge ", for that should be made by immersion, like Jesus and the apostles did. 
2 - the baptism is a commandment of Jesus, that needs to be obeyed by all those that want follow him of truth - it is not a choice (Mt. 28:18-20, Mc. 16:15-16). 
3 - the baptism is our public identification with Jesus. We died for the old life as well as Jesus he/she died in the cross and he resurrected as well as Him he/she resurrected among the deads (Cl. 2:12). " THE practice daily rate of that truth is reached through Espirit Saint power when we dispose ourselves to say " no " to the wrong things and to say " yes " to the that awaits God (Rm. 6:11-14). A new force of the Mister it comes on us after the Baptism, temptations and probations it comes but the Mister it strengthens us for Espirit Saint power! 
 
II - THE ONE WHAT IS THE DINNER? (I Color. 11:23-30) 
 
It is a cult of celebration of Christ's work in the cross, where we participated in the bread and of the chalice (grape juice or wine) in memory of the new alliance in Cristo Jesus. 
 
Conditions to participate in the dinner: 
 
you " announce the death of the Mister " (verse 24) - to have Jesus as Mister and Salvador and to recognize that our victory is fruit of your sacrifice for knot in the calvary; 
be " examined... to himself " (verse 28) - to have life of sanctity and communion with God; 
to " discern the body " (verse 29) - to be baptized and Member of Christ's Body or be, to be conscious of the seriousness of the commitment that voluntarily did. 
 
III - THE BAPTISM 
 
CONSEQUENCES: 
 
1 - to assume a commitment with God. In the cross, Jesus made a commitment with us. In the baptism, we stamped our commitment openly with Him. Since then we dispose ourselves to love him, to serve him/it, to obey Him, we consecrate ourselves to Him in a life of sanctity, fidelity, honesty total obedience (Mc. 12:30) 
2 - we assumed a commitment with the local Church, our community, that is part of Christ's Body in this city. God places us in her and there we assumed certain responsibilities and commitments, as for instance: 
 
We submit ourselves to the presbyteries (shepherds) and siblings that help us and they collect us in the Mister. The obedience brings the blessing and the protection of God about our life (Hb 13.17; Rm 13.1-2). This obedience should be spontaneous, of heart, for love and for the growth in the Christian life. 
We involve ourselves in the meetings and activities of the church, we be active and available, so that we can grow spiritually. Each one is your part for the growth of the church (Ef 4.16). 
We relate ourselves with the siblings, to try to love, to forgive, to be faithful and friend, not to criticize, non contender nor to create barriers in the heart, but to accept and to respect each brother (Ef 4.1-13). 
We help the church financially with our tithes and offers. The tithe is 10% of our income and it is destined to the workers' support, maintenance of the Church and aid to the persons in need (I Co 9.14; Ml 3.8-10). The offers are extra amounts given with liberality and with faith and they are destined to the natural needs of the Church. They should be spontaneous, but both are our obligations (Ag 1.3-10). 
We cooperate with the work of the Church, submitting to the beginnings and system of work of the same, not contradicting them with bad (Fp 2.2,3). 
The blessing, the protection and the life of God come on us through our commitment with the Mister and with the Church (Sl 92. 12-15). 
 
IV - THE ONE WHAT IS FAITH? 
 
According to the dictionary it means " trust in the loyalty, in the knowledge, in the truthfulness of somebody or of some thing ". 
According to Donald Gee: It is " the quality of faith, sometimes called by our old theologians of miraculous faith. A little of that divine faith, that it is an attribute of the Almighty, puts in the man's mud, that miracle can produce ". 
Biblical concept: Hb 11.1 and 2. These texts in the speech of the faith and talent of the faith. The faith is the conviction or certainty of that that is waited or of facts that we don't see. The talent of the faith is the enlarged manifestation, supernatural of the daily faith. 
 
V - OUR FAITH CAN BE INCREASED 
 
Can she be increased, does it also mean that can be decreased (Lc 17.5). How then we can increase our faith? The answer is: looking for to know God through your Word, through a communion life with Him, by the prayer, asking Mr. Jesus to increase our faith. In the proportion that somebody if distance of God, tends to weaken in the faith. Once weak, it won't feel more happiness in the meetings of the Church. The shine of Christ's life is going fading and the person will go turning if more and more apathetic in the spiritual life. 
 
DID I SEE - AS WE OBTAIN THE FAITH? 
 
In Rm 10.14-17 - we obtain the faith for hearing the Word of God. Hearing the Word and making use of the same in areas and circumstance different from the daily life, we grew in the faith. Then the need of the Christian to be in the middle of the communion with the Church, being participant active, not just mere listener, but participant. That that acts, practices the Word, not being at level of mere listener, it will grow in the faith. 
 
VII - CHARACTERISTICS OF THE FAITH 
 
There is a lot of great happiness on behalf of the faith, without actually there to be genuine faith. This produces testimony badly, because that that doesn't come from faith is sinned (Rm 14.23). 
The Christian needs to be careful on behalf of the faith, without having conviction it is the same as to fall in the suitable danger in Lc 14.28-30. THE text speaks about a man senseless, imprudent, she thundered mockery objective. Everything indicates that such man was building something on behalf of the faith, but he didn't truly know her. 
We should be careful in the construction of any thing in the Christian life, because in case we don't throw the correct base for the construction, we can also come to be white of mockeries, being not only discouraged, but mischievous " to cool in the faith ". 
Let us see some characteristics of the Faith: 
 
The faith in the group to practice the works: have seen that the faith without works is inoperative (Tg 2.20). we didn't practice works to reach the salvation, but we practiced them because we are saved and the faith impels us to accomplish them; 
The faith in the group to resist to the devil's darts (I Foot 5.8 and 9); 
The faith in the group to win the world (I Jô 5.4): it is the faith that in the group to read the Word daily, to have a prayer life and regular fast, establishing like this communion with Mr. Jesus. This whole process contributes to increase the faith; 
The firm faith, based, it is the base of the Christian life (I Co 16.13); 
The faith justifies us before the Mister (Rm 5.1): once justified, we lived for the faith (Rm 1.17). 
Without faith we would not have the low condition to walk in this world, triumphing on our enemies, because the world is in the hands of the evil (I Jô 5.19). without the faith we would not be more than winners. 
All the characters mentioned examples of faith below in your generation. Considering your testimonies, we learned how to trust God. 
 
Let us see: 
1. Calebe (Nm 13.30); 
2. Sadraque, Mesaque and I Abde-deny (Dn 3.17); 
3. Barnabé (Attn 11.24); 
4. Abraão (Hb 11.8-10). 
 
Many Christians have been trying to please God with words, with works, with votes and in several different ways. But the Bible says that needed to have Faith, a sincere faith, although for small times. 
The faith is the firm foundation, it is not any foundation, but the foundation that, that it establishes, the essential foundation. 
 
Memorizes: " Who to have faith and it is baptism it will be saved, but who not to have faith will be condemned " (Mc 16.16). " For now, without faith it is impossible to please God; because it is necessary that that that approaches of God believes that he exists and that is donor of the ones that they look for " it (Hb 11.6)
For: Cleber Renato da Silva

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Temas para Missões

Frases marcantes de: Oswald Smith

Esboço de Sermão: Josué - Vencendo os Desafios da Vida